Isabelle Reis

Escritora

Jornalista

Eu amo Literatura Nacional

quinta-feira, 3 de maio de 2018

ARTIGO: QUEM DISSE QUE CAPA NÃO SE JULGA?



Quantas vezes você já ouviu: "Não julgue um livro pela capa"?
Dezenas, centenas, milhares de vezes. Estou certa? 
Essa é a frase mais errônea que pode vir do mundo da literatura. É a ela que muitos autores e editoras são apegados, com a intenção de achar uma boa desculpa para a falta de empatia que a capa deles causa.
Uma capa é um processo longo, feita por diversos profissionais, que demanda tempo, reuniões de criação, estudo de público alvo e vem com a intenção de chamar a atenção. Uma capa pode contar com ilustrador, diagramador, tipógrafo, revisor e muitos outros profissionais para ficar pronta.
Ela exige experiência, consciência e muito estudo. Não acredite em tudo o que se lê por aí. Capa é feita para ser julgada, se fosse o contrário, todas as elas seriam exatamente iguais. Ou estou errada?
É necessário uma briefing, tratamento e tudo o que você pode imaginar para que o processo final seja apreciado por você. Ela vai ter orelha de 5 ou 8 centímetros? Vai ser fosca ou brilhosa? Vai ter relevo ou não? Colorida ou preto e branco? Vai ser colorida do lado interno também? E cabe no orçamento? Se não couber, tem como fazer uma versão tão bom quanto e que caiba?
Tem!
Ih, droga, o autor não gostou!
Vamos fazer tudo novamente.
É processo que exige perfeccionismo, paciência e pensamentos fora da caixinha. Não é fácil não. Por que tirar desta etapa tão importante, a glória de ter um livro escolhido por ela? A capa é importante sim, faz parte do produto, não aja como se ela não fizesse. Veja, analise, pense no que gosta e não que não te agrada, elogie o ilustrador ou o capista. A tão "ignorada" capa faz parte do livro também.
O que os leitores precisam visualizar, é que um livro publicado não é uma obra apenas do autor. Não mesmo. É um conjunto construído por revisores, ilustradores, capistas, diagramadores, editores, funcionários de gráfica e, sim, pelo autor.
Não menospreze o trabalho alheio, valorize. Se você ver uma capa nada chamativa com um conteúdo ótimo, envie uma mensagem para a editora, com os pontos positivos e negativos que você encontrou, faça a sua parte. A literatura agradece.

"Com as modificações feitas, a capa foi aprovada. Cheguei a fazer a arte final dela e enviar, mas não estava satisfeito com o resultado. Achei que um tema tão rico merecia uma capa melhor."
 - Eduardo Foresti, designer de capa
Quer ler a matéria na íntegra? Entre no Ame Design 
 

Esta é uma autora que sonha em ser romancista policial, mas já escreveu aventuras, crônicas, livro adolescente e, ah, meu Deus! Deixa para lá, só ser escritora já está bom!

2 comentários:

  1. Julga sim. Muita gente compra o livro pela capa e pelo título. Nem se dá o trabalho de ler a sinopse do livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinopse e capa são dois importantes pontos do livro, que devem sempre ser julgados!

      Excluir

Entre em contato!

Email

isabellereis@live.com

Quer tirar dúvidas sobre a Publiquei Editorial?

contato@publiqueirevista.com

Até logo!